quinta-feira, 29 de junho de 2017

[SERIADOS] Black Mirror - Considerações Sobre Alguns Episódios

01x03 - Toda a Sua História: 

Nesse episódio eu me choquei bastante, pois eles trataram de uma tecnologia que eu sempre pensei que seria ótimo se existisse. Todas as pessoas possuem um dispositivo (grão) atrás das orelhas, que grava tudo o que você vê, ouve, todas as suas memórias. E, ainda, essas memórias podem ser transmitidas em uma TV, para várias pessoas verem. As vezes me pegava pensando "nossa, como seria bom se eu pudesse me lembrar exatamente a conversa que tive com fulano" ou, até mesmo, lembrar toda a matéria lida! Seria sensacional, né? #Sóquenão É o que consegui retirar desse episódio. Após assisti-lo, passei a pensar "então é por isso que nossa memória não é tão perfeita". Quando Liam começa a desconfiar de sua esposa, passa a utilizar de suas memórias e visões para entrar afundo nessa questão. Não vou me alongar demais para não dar spoilers, mas o que quero dizer é... não podemos nos lembrar de tudo perfeitamente e nem mostrar nossos pensamentos para outras pessoas porque isso faria da nossa vida um inferno! Imagine ficar analisando a fala de determinada pessoa, o modo como seu rosto se contorceu, ou como ela riu falsamente para ser "legal" com você. E ainda, imagina ser obrigado a colocar todas as suas memórias para que alguém as veja em uma TV. Tipo: "Ah, você não estava no salão este dia? Então me mostre sua memória do salão". É... toda a sua privacidade jogada no lixo. 
Obs.: esse episódio foi escolhido por Robert Downey Jr. (o Homem de Ferro) para ser transformado em um filme pela Warner. Top, né?


02x01 - Volto Já: 

Bah, outro episódio que me chocou! Mas demais! Ash, marido de Martha, morre em um acidente. Então, Martha fica sabendo de uma tecnologia online que a permite fazer contato com o mesmo. Não o real Ash, mas um software que, através de vídeos, e-mails e postagens de redes sociais, finge ser Ash. Martha fica tão obcecada com tal tecnologia que já não consegue viver sem o marido (falso) e compra o novo produto da empresa, um boneco, feito em carne sintética onde o programa é carregado. 
Cara, é horripilante! Um boneco agindo como um conhecido seu, morto. É praticamente um clone. Assustador mas muito, muito bom!
A questão principal do episódio, na minha opinião, é: vale a pena? Não é melhor que aceitemos o ciclo da vida, fiquemos em luto e aprendamos a conviver com a falta da pessoa?


03x01 - Queda Livre (ou Perdedor): 

Acho que esse é um dos episódios mais comentados da série. Lacie vive em um mundo onde tudo depende de quantas estrelas você possui. É como se fossem as curtidas do facebook. Funciona da seguinte maneira: todos andam com dispositivos (tipo um smartphone), avaliando as outras pessoas. Você foi legal comigo? Toma 5 estrelas! Me fechou no trânsito? 1 estrela. 
Só que essas avaliações são tão importantes nesse mundo que você só pode comprar uma casa em um condomínio bacana se tiver 4.5 estrelas, por exemplo. Você só tem emprego em tal lugar se tiver N estrelas. 
O que isso acarreta? Falsidade. 
Lace perde a cabeça porque seu vôo foi cancelado e, adivinha? Cai de 4.3 para 4.2 estrelas. E, por conta disso, não pode utilizar a única vaga restante em outro vôo. É de enlouquecer! A história se desenrola de uma maneira surpreendente e foi o episódio que mais me angustiou.
E o que isso tem a ver com a vida real? TUDO!
As pessoas já nem aproveitam mais a vida para ficar tirando fotos da comida, do lugar, do trabalho, etc. Isso pra que? Pra ganhar curtidas. Para que todos saibam onde ela está, o que está fazendo... 
Até que ponto essa tecnologia pode nos ajudar?


Espero que tenham gostado e se interessado pela série. Seus episódios são realmente espetaculares e valem muito à pena!!! Tomara que venha nova temporada por aí #ansiosa!


[RESENHA RÁPIDA] Nada - Janne Teller

"“Nada importa.” “Você começa a morrer no instante em que nasce.” Pierre Anthon está no sétimo ano e tem a certeza de que nada na vida tem importância. Por isso, ele decide abandonar a sala de aula e passar os dias nos galhos de uma ameixeira, tentando convencer seus companheiros de classe a pensar do mesmo modo. Agora, diante da recusa do menino de descer da árvore, seus colegas farão uma pilha de objetos que significam muito para cada um deles, e com isso esperam persuadi-lo de que está errado. A pilha começa com uma coleção de livros, uma vara de pescar, um hamster de estimação... Contudo, com o passar do tempo, os participantes se desafiam a abrir mão de coisas ainda mais especiais. A pilha de significados logo se transforma em algo macabro e doentio, que coloca em xeque a fé e a inocência da juventude. Após grande aclamação da crítica e inúmeros prêmios, Nada é considerado um clássico moderno, tendo vendido cerca de 240 mil exemplares na Alemanha e com direitos de tradução para 22 países. Printz Honor de 2011."



ISBN-13: 9788501096685
ISBN-10: 8501096687
Ano: 2013 / Páginas: 128
Idioma: português 
Editora: Record



Livro para ser lido em uma sentada. Uma centena de páginas. É um livro polêmico na internet e nas redes sociais. Uns amam, outros odeiam.

Primeiramente preciso dizer: esqueçam essa capa. Deletem! Não tem nada a ver com o livro. Não há romance. Não há final feliz. 

O livro trata de crianças tentando provar para uma outra criança que a vida tem significado. Só que, para isso, elas recorrem a coisas loucas, macabras, inimagináveis. 

Pierre se acha o filósofo de sua geração, quando descobre que a vida não faz sentido. Se vamos mesmo morrer, porque estudar, trabalhar, se sacrificar, fazer o que não queremos, já que o final sempre será o mesmo? 

Então, Pierre decide que não vai mais à escola, e passa seus dias sentado em uma amoreira, aproveitando sua vida dessa maneira.

Porém, os colegas de sala de Pierre não estão felizes com essa situação, e não querem pensar dessa maneira. Sendo assim, decidem que vão fazer uma junção das coisas que mais tem importância em suas vidas e dá-las à Pierre, para que ele veja que a vida tem importância, que há coisas maravilhosas que gostamos e que temos que aproveitá-las.

Até ai, ok!

A ideia é a seguinte: uma das crianças começa, e escolhe a próxima e o que a próxima criança tem que dar na pilha. Pois é! Não se trata de escolha própria.

Essa pilha começa com um par de sapatos preferido de uma das meninas, por exemplo... Mas as coisas não continuam a ser tão simples assim RS Esse amontoado de coisas vai ficando louco e macabro e o final? Ah, o final você tem que ler pra saber.

É louco sim! Mas achei que valeu a pena. No fim... a vida tem significado?

Skoob.
✩✩✩ - Bom.

[RESENHA] Ninfeias Negras - Michel Bussi

"Giverny é uma cidadezinha mundialmente conhecida, que atrai multidões de turistas todos os anos. Afinal, Claude Monet, um dos maiores nomes do Impressionismo, a imortalizou em seus quadros, com seus jardins, a ponte japonesa e as ninfeias no laguinho. É nesse cenário que um respeitado médico é encontrado morto, e os investigadores encarregados do crime se veem enredados numa trama em que nada é o que parece à primeira vista. Como numa tela impressionista, as pinceladas da narrativa se confundem para, enfim, darem forma a uma história envolvente de morte e mistério em que cada personagem é um enigma à parte - principalmente as protagonistas. Três mulheres intensas, ligadas pelo mistério. Uma menina prodígio de 11 anos que sonha ser uma grande pintora. A professora da única escola local, que deseja uma paixão verdadeira e vida nova, mas está presa num casamento sem amor. E, no centro de tudo, uma senhora idosa que observa o mundo do alto de sua janela."



ISBN-13: 9788580416329
ISBN-10: 8580416329
Ano: 2017 / Páginas: 352
Idioma: português 
Editora: Arqueiro

Ninfeias me foi indicado por um senhor que por vezes encontro na Biblioteca Municipal de minha cidade. Ele gosta de suspenses, assim como eu. Disse que o livro era excelente.
Então parti para a leitura e confesso que fiquei ansiosa desde o início, pois as primeiras páginas logo nos traz uma promessa de mistério.



Logo após esse trecho, ela informa que apenas uma delas poderia sobreviver. Chocante, né? 

Então a história começa a se desenrolar. 

Um homem é encontrado morto no lago do local, esfaqueado e com a cabeça submersa. Dois agentes, Serenac e Benavides são encarregados do caso e começam a pesquisar. Um bilhete é encontrado no bolso do cadáver: "Onze Anos. Feliz Aniversário. O crime de sonhar eu consinto que seja instaurado". 

Então, recebem na delegacia várias fotos do morto com suas "amantes". Com essas pistas em mãos, eles pensam que o assassinato pode partir de três motivos: um crime passional, algo relacionado com uma criança de 11 anos (um possível filho ilegítimo?), ou algo relacionado à arte, já que Morval (o cadáver) era louco por obras de arte e as colecionava.

A partir de então várias coisas acontecem, inclusive um envolvimento do agente com a mulher de um dos principais suspeitos, etc. 

A escrita é simples, os capítulos são curtos... o que nos dá a ânsia de ler "só mais um" rs.

Grande parte do livro é narrada em terceira pessoa, sendo que apenas alguns capítulos são narrados por uma senhora de 80 anos, que claramente tem alguma coisa a ver com esse assassinato. 

O livro realmente é muito bom, o final é bem surpreendente.

Como leio muitos suspenses, acabo já prevendo as coisas e qualquer final passa a ser simples demais pra mim (um saco!). Mas com Ninfeias foi diferente... Nunca li um final assim. Muito bom mesmo!

Outro ponto que gostei bastante é que acabamos aprendendo sobre arte, Giverny, Monet... bem interessante!

Porém, não dei 5 estrelas porque achei que o livro poderia ser mais ágil. Por vezes, me senti sendo enrolada pelo escritor. Mas ainda assim, o final valeu a pena!

Mais uma coisa boa do livro é que o mistério não é solucionado apenas na última página, como acontece na maioria dos romances policiais/thrillers, mas vai se desenrolando aos poucos, para que possamos entender realmente o que está acontecendo. 

Enfim, gostei bastante e recomendo a leitura!

✩✩✩✩ - Muito Bom

quarta-feira, 28 de junho de 2017

LIDOS EM 2017

Bah, já está na hora de fazer a listinha dos lidos em 2017 até o momento né?

Vou adicionando conforme as leituras forem sendo finalizadas.

Vamos lá

1 - Que Falta Você Me Faz - Harlan Coben
2 - Quando Os Adams Saíram De Férias - Mendal W. Johnson
3 - Um Caso Perdido - Colleen Hoover
4 - Garota Italiana - Lucinda Riley
5 - Um Amor Para Lady Johanna - Julie Garwood
6 - Morri Para Viver - Andressa Urach
7 - Ministério dos Anjos - Hernandes Dias Lopes
8 - Scarpetta - Patricia Cornwell
9 - Criança 44 - Tom Rob Smith
10 - A Fazenda - Tom Rob Smith
11 - 1222 - Anne Holt
12 - Os Cinco Porquinhos - Agatha Christie
13 - Ligeiramente Casados - Mary Balogh
14 - Uma História de Natal - Charles Dickens
15 - A Viúva - Fiona Barton
16 - O Adulto - Gillian Flynn
17 - As Gêmeas Do Gelo - S. K. Tremayne
18 - Reconstuindo Amelia - Kimberly McCreight
19 - Nada - Anne Teller
20 - A Verdade Sobre O Caso Harry Quebert - Joel Dicker
21 - A Desconhecida - Peter Swanson
22 - Spencerville - Nelson DeMille
23 - Colega de Quarto - Victor Bonini
24 - Enclausurado - Ian McEwan
25 - Poder Absoluto - David Baldacci
26 - Mentiram Para Mim Sobre O Desarmamento - Flavio Quintela/Bene Barbosa
27 - Ninfeias Negras - Michel Bussi
28 - Críton - Platão
29 - Pela Segunda Vez - Mary Higgins Clark

[RESENHA] Mentiram Para Mim Sobre o Desarmamento - Flavio Quintela e Bene Barbosa



"Depois do sucesso de Mentiram (e muito) para mim, Flavio Quintela faz uma parceria de peso com Bene Barbosa para compor esta excepcional obra, que deixa as mentiras sobre o desarmamento de civis nuas no meio da sala. Aos que já conhecem o assunto, o livro oferece ótimas referências e informações precisas aos que não têm opinião formada, ou àqueles cujo conhecimento é restrito à mídia e às campanhas do governo, o livro é um ponto de inflexão, um divisor de águas, com sua clareza e assertividade."




ISBN-13: 9788567394596 

ISBN-10: 8567394597

Ano: 2015 / Páginas: 176

Idioma: português 
Editora: Vide Editorial


Já inicio essa resenha dizendo... Cinco estrelas é pouco para esse livro.
Em um país como o nosso, dificilmente vemos obras como essa sendo divulgadas. Basta ver a quantidade de pessoas que leram ou "querem ler" tal livro, diferentemente de qualquer outro livro de política esquerdista. 
Eu fiquei sabendo sobre o livro assistindo o canal do Youtube que acompanho e fiquei feliz em encontrar opiniões políticas diferentes das que venho ouvindo sempre.
Sem dar apoio a qualquer dos lados, decidi ler e entender sobre o assunto.
Para quem acha que sempre fui contra o desarmamento... Não!  Eu sempre tive medo de armas, não gostava que falassem disso perto de mim, etc. 
Porém, decidi que precisava entender sobre o assunto antes de sair julgando, antes de ter qualquer preconceito. 
Pois bem.
Gostaria de informar que esse livro é extremamente fácil de ser lido, li em apenas 1 dia, em fila de banco rs Mas acho interessante, se você puder (e quiser, claro), ler com um marca texto, ou com post-its ao lado, para ir anotando coisas que você achar interessante. Porque não se trata de um livro de entretenimento apenas, mas de aprendizado. 
A linguagem é simples e de fácil compreensão e todos os fatos informados são fundamentados, ou seja, CHEGA DE ACHISMOS! Vamos entender melhor porque o governo quer que sejamos seres desarmados? 
Vale muito a pena, mesmo que você seja a favor do desarmamento. Acho sempre muito válido sabermos os dois lados da história para depois julgarmos e encontrarmos a nossa posição.


Se você é contra o desarmamento, ótimo (pra mim rs). Se você é a favor, tudo bem também... mas antes de ser contra ou à favor, vamos estudar sobre? Um diazinho na sua vida não vai te fazer perder tempo... 



Eu faço à você um pedido... leia apenas o primeiro capítulo. Se achar interessante, continue. Tenho quase certeza que nessa pegada lerá o livro todo. 


Boa leitura!!! 

Vou colocar pra vocês o Sumário do livro para que possam ver do que se trata:

"Capítulo I - Mentira: o governo quer desarmar as pessoas porque se preocupa com elas
Capítulo II - Mentira: as armas matam
Capítulo III - Mentira: países desarmados são mais seguros
Capítulo IV - Mentira: as armas dos criminosos vêm das mãos dos cidadãos de bem
Capítulo V - Mentira: as armas são produzidas apenas para matar
Capítulo VI - Mentira: armas causam muitos acidentes caseiros e matam crianças
Capítulo VII - Mentira: as armas precisam ser controladas para facilitar a solução de crimes
Capítulo VIII - Mentira: o desarmamento tem diminuído a criminalidade no Brasil
Capítulo IX - Mentira: qualquer cidadão de bem pode comprar e possuir armas no Brasil
Capítulo X - Resumindo as verdades
Apêndice 1 - PNDH: um plano ditatorial travestido de justiça
Apêndice 2 - Estatuto do Desarmamento versus Referendo de 2005"

Skoob.
✩✩✩✩✩ - Ótimo